DesportoNEW LINEVídeo

A previsão de ondas gigantes confirmou-se na Nazaré esta semana. Os big riders das diversas partes do mundo estiveram na Praia do Norte na tentativa de bater recordes mundiais.

Nos dias 28 e 29 de outubro, Nazaré recebeu um swell histórico que provocou ondas de mais de 20 metros de altura. Na ocasião, centenas de pessoas estiveram próximos ao Farol da Praia do Norte para ver alguns dos grandes nomes do surf mundial a enfrentar as ondas gigantes. A equipa da Lisboa Ride esteve lá para ver de perto esse acontecimento brutal! Veja nas imagens:

video @christianabernardes / LisboaRide Team

A corrida em busca das ondas gigantes

É preciso dizer que mesmo com a quantidade de surfistas na água, não foi realizado nenhum campeonato ou desafio na Nazaré. Foi um presente inesperado da Natureza. E, ao saberem da previsão de um swell que beirava à perfeição, alguns surfistas de várias partes do mundo deslocaram-se até à Nazaré para bater recordes ou mesmo testar os seus próprios limites

Para encarar tal desafio, os surfistas atuam em dupla, uma vez que é humanamente impossível para entrar em remada nas ondas deste tamanho. Enquanto um surfista da equipa busca as ondas com a mota d’água, o outro, apanha as ondas gigantes com a prancha. Em busca do swell perfeito, surfistas de várias partes do mundo caíram na água. Entre eles: Lucas Chumbo, Pedro Scooby, Maya Gabeira, Justine Dupont, Ítalo Ferreira, Nic von Rupp, Sebastien Steudtner, Kai Lenny, Alemão Maresias, Michelle Bouillons, Caio Gebara Vaz, Rodrigo Koxa e Carlos Burle.

Um dos momentos mais emocionantes foi quando o brasileiro Lucas Chumbo surfou uma onda gigante de mais de 20 metros de altura e com isso pode ter batido o recorde mundial, que até então era do também brasileiro Rodrigo Koxa que surfou uma onda de 24,40 metros em Novembro de 2017.

@lucaschumbo

De acordo com os surfistas, este swell é considerado histórico porque as condições para a prática deste desporto estavam perfeitas: sol, pouco vento e grandes ondas. A razão disto é que a tempestade que provoca as ondulações fortes acontece em alto mar e permanece distante da costa. Para além, o diferencial da Praia do Norte é o conhecido “Canhão da Nazaré” e a praia é uma das únicas do mundo (se não a única) em que é possível ver a força do mar tão de perto.

Apesar da grande expectativa dos atletas e mesmo do público, os recordes serão conhecidos apenas em Abril, no fim da temporada de ondas gigantes do hemisfério norte.

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *