Desporto

As praias perto de Lisboa oferecem aulas para todos os públicos

Quem já está habituado a apanhar as ondas, consulta as condições do mar, veste o fato de neopreno, a prancha e pronto! Mais um dia de surf. Mas quem está a começar, a história muito diferente. Até porque sabemos que…com o mar não se brinca!

Então, se estiver a procurar por aulas próximo de Lisboa, as praias mais indicadas para a prática de surf são Carcavelos, Guincho (na zona de Cascais) e a Costa da Caparica, na margem sul. Mas lembre-se: procure ajuda profissional.

Aprenda a surfar com segurança

Para estar em cima de uma prancha é necessário, primeiro, conhecer o mar. E para isto, é preciso de tempo. Este é o principal ensinamento de Pedro Elias, há mais de 30 anos. Há 19 fundou a Carcavelos Surf School, em Carcavelos, a pouco mais de 20 quilómetros de Lisboa. É uma das praias mais procuradas pelos turistas, surfistas e por quem sonha um dia apanhar uma onda. 

Aqueles que quiserem fazer aulas, nada de comprar prancha! É preciso apenas levar fato de banho e toalha. A escola fornece o restante, como a prancha, fato de neoprene, etc.

A Lisboa Ride acompanhou de perto (perto mesmo, de dentro do mar!) uma aula de surf da Carcavelos Surf School. Foi a primeira aula da Ana Bernardes, de 12 anos e, mesmo assim, ela consegiu apanhar algumas ondas!

A turma foi dividida em pequenos grupos para as orientações ainda na areia: como remar, a melhor maneira de ficar em pé na prancha e como manter o equilíbrio.Depois…hora de entrar na água! Cada movimento é acompanhado de perto pelos professores, que ficam o tempo todo no mar com os alunos. Quer saber como foi esta aula? Veja o vídeo!

video @projetocontrafluxo

As dicas do professor

Ao ver as imagens, surfar pode até parecer ser fácil. Entretando, o desempenho nas aulas depende muito de cada aluno e também das ondas do dia. Mas o professor Pedro preparou algumas dicas para quem se quer aventurar neste desporto.

foto @projetocontrafluxo

1. Não comece sozinho

Quem nunca se subiu numa prancha de surf, não se deve aventurar sozinho ou com amigos. Como já tínhamos dito, a Julia tentou e não teve sucesso. Numa escola de surf você terá toda a estrutura para isto e professores experientes que vão orientar sobre as condições das ondas no dia, o tipo de solo de cada praia e, claro, dar toda assistência ao aluno no mar. Lembre-se: com o mar não se brinca!

2. Não há um número preciso de aulas 

Se você vai começar numa escola de surf com a ideia de que com um número “x” de aulas já vai sair um Kelly Slater,  está muito enganado. De acordo com o professor Pedro, o surf exige muito do aluno e, por isso, o desempenho depende da força, resistência e flexibilidade de cada um. “Quem tiver essas condições, vai estar mais à vontade e terá uma evolução mais rápida”, afirma o Pedro. 

O professor ainda diz que quem está habituado ao meio aquático também poderá aprender mais rápido. Pela experiência de quase 20 anos como professor, o Pedro diz que de 10 a 30 aulas um aluno já pode começar a surfar sozinho. Mas, como já dissemos, depende de cada um. 

3. Aprenda sobre o mar e os “seus dias”

O professor Pedro lembra que o surf é um tipo de desporto que acontece num contexto inconstante, ou seja, não há um dia igual ao outro. “Há correntes, há marés, há ondulações diferentes, direções de ondulação, intensidade e força das ondas, frequência e direção dos ventos, assim como os fundos (do mar). São muitas variáveis”, explica. Por isso, o professor avalia que, mais importante do que aptidão física e adaptação ao meio aquático, é preciso conhecer o mar e isso só com muita experiência. 

“Eu digo que um aluno só está independente depois de passar por uma série de experiências no inverno. Isso porque no verão o mar é sempre calmo e não há correntes. No inverno há uma série de condicionantes que são perigosas, ou seja, as correntes e ondas fortes. Por isso é importante que o aluno viva essa experiência, mas sempre acompanhado de um professor”. 

Não é preciso pressa!

O inverno está a chegar…para quem começou as aulas no verão, é uma boa oportunidade de manter a prática com um nível de dificuldade um pouco maior.

No início, este desporto é mesmo mais difícil. Isto porque o surf exige do corpo, exige dedicação e uma certa frequência de prática. Entretanto, não se apresse em comprar uma prancha ou mesmo em querer surfar sozinho (a). O importante é evoluir aos pouquinhos e não desistir!

E você? Já está pronto para começar a surfar? 

 Para mais dicas, siga-nos nas redes sociais.

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *