NEW INRestaurantes

O restaurante pequenino e aconchegante no Beco do Espírito Santo, em Alfama, oferece um menu repleto de tradição portuguesa. Nesta primavera aproveite para experimentar as delícias acompanhadas de um bom vinho. 

O caminho que leva ao Beco do Espírito Santo é aquele que melhor caracteriza a Lisboa antiga. Ruelas estreitas, chão de pedra e uma história a cada esquina de Alfama. Entretanto não é difícil chegar ao restaurante O Beco e, logo que entra, sente o conforto de quem entra numa casa. 

As mesas estão estrategicamente separadas para manter o distanciamento social e, se chegar cedo, não irá apanhar muito movimento. 

foto @chris.bernardes

Um pouco da história

Mas antes de falarmos das delícias do menu, a história deste sítio pede uma revisão. O Beco abriu as portas ao público a 21 de agosto de 2018 num espaço que já carregava a tradição do passado. Antes de se tornar um sítio destinado à restauração, desde 1929  funcionava como uma uma taberna. A partir de 1939 é que passou a restaurante. Muitas famílias e gerações passaram por ali até chegar ao que é hoje. 

Manoel Lança Lopes, proprietário d’O Beco tem formação em finanças e antes de abrir o restaurante participou em vários projetos ligados à restauração. Foi o que lhe deu o impulso de empreender. E deu certo!

O Beco já é conhecido pela excelência da culinária típica portuguesa e atrai, principalmente, turistas. No entanto, Manoel também quer trazer os lisboetas para o restaurante e, consequentemente, para Alfama. Segundo o empresário, os portugueses que vivem em Lisboa visitam Alfama em datas específicas ou mesmo para beber um copo ou comer uma sardinha na rua. Mas, neste momento em que o turismo ainda não voltou com força à cidade, a restauração local quer mesmo é contar com os moradores para que os seus negócios continuem a prosperar. “Eu acredito que 2021 vai ser o lançar de novo da procura, portanto será um ano de recuperação a partir do verão. É preciso acreditar, somos persistentes. Acredito que vá ficar tudo bem, sou um otimista!”, afirma Manoel. 

E apostar numa recuperação com a conquista de clientes lisboetas pode ser uma boa saída, já que o restaurante serve comida típica e de excelente qualidade. 

O menu irresistível 

O menu do restaurante foi elaborado para ser simples, porém tradicionalmente português. Ora, difícil tal combinação, já que por cá há tanto a oferecer à mesa!

Entretanto, são três os pratos mais pedidos no restaurante: bacalhau com natas, bacalhau à Brás e o bacalhau espiritual. Isto porque o sabor de tais iguarias já é muito conhecido. Todavia, a ementa oferece a possibilidade de uma experiência completa, que passa pelas gambas, pelo pica-pau, pelo polvo, pães artesanais e até opções vegetarianas.

As entradas já anunciam que é preciso calma para escolher. Entre as opções estão o pastel de bacalhau, peixinhos da horta, pica-pau de novilho, salada de polvo, croquetes, tábua de enchidos, gambas à guilho… Isto para citar apenas alguns exemplos!

foto @chris.bernardes

Lisboa Ride experimenta

Para a nossa experiência n’O Beco, seguimos a sugestão do dono da casa. Logo na entrada, foi possível perceber o toque especial da cozinha: gambas à guilho, com alho e regado de azeite. Logo em seguida, pedimos mais uma das opções de entrada. Desta vez, um delicioso pica-pau (carne de vaca) com o tradicional molho que o acompanha. 

foto @chris.bernardes

O prato principal foi um dos mais pedidos da casa: bacalhau com natas. É uma receita típica, sim, mas o bacalhau d’O Beco tem algo de mágico quando o experimentamos. A cremosidade do molho acompanhado do queijo gratinado é algo divino! Quase não é possível sentir a textura das batatas, que são fritas para elaborar o prato. Apenas um prato de bacalhau (15€) serve, pelo menos, 2 pessoas.

As sobremesas claro que não poderiam fugir à culinária portuguesa. A nossa opção foi o pudim de ovos, mas há ainda arroz doce, baba de camelo, mousse de chocolate, leite creme entre outras.

foto @chris.bernardes

Para o prato principal, além das opções de bacalhau, há polvo à lagareiro (também muito pedido), pratos à base de porco e com carne de vaca. Também há vários tipos de arroz: de polvo, com coentros e filetes, arroz de bacalhau e arroz de tamboril. Tínhamos falado que a ideia era um menu simples, então o mais fácil é perder-se no meio a tantas sugestões cheias de sabor!

O preço médio para 2 pessoas fica à volta no dos 20€. O Beco é um restaurante pequeno e intimista. Para esta primavera é uma ótima opção para um almoço ou jantar num sítio aconchegante e comida saborosa à mesa!

Para mais dicas, siga-nos nas redes sociais!

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *