CulturaLisboa GrátisNEW LINE

Evento para amigos e família viver a festa do grande ecrã

Arranca a 30 de junho e prolonga-se até 16 de julho as sessões de cinema ao ar livre no jardim da Quinta das Conchas, denominada CineConchas. As sessões começam sempre pelas 21h45 e a entrada é gratuita. Entre os filmes que serão exibidos encontram-se “Mais Uma Rodada” (30 de junho), “Dune” (1 de julho), “Os Mauzões” (2 de julho) e “O Bom Patrão” (7 de julho). Seguem-se “Belfast” (8 de julho), “Ambulância – Um Dia de Crime” (9 de julho), “A Belle Époque” (14 de julho), “A Odisseia dos Tontos” (15 de julho) e “Os Croods 2: Uma Nova Era” (16 de julho). 

Destaques da Programação

DUNE – de Denis Villeneuve – Ficção Científica / Drama / Aventura – 155 min

No ano 10 191, numa sociedade feudal intergaláctica, em que casas nobres são responsáveis por planetas, a Casa Atreides aceita administrar o cobiçado planeta Arrakis, rico na especiaria Melange – uma substância capaz de desbloquear o potencial da humanidade. À medida que a família toma posse de Arrakis, as tensões entre casas desencadeiam uma batalha pelo controlo do planeta.

A BELLE ÉPOQUE – de Nicolas Bedos – Drama / Comédia – 110 min

Victor, um sexagenário desiludido, vê a sua vida virada do avesso no dia em que Antoine, um brilhante empreendedor, lhe oferece um novo tipo de atração: misturando teatro e reconstrução histórica, esta empresa oferece aos clientes a oportunidade de voltar à era da sua escolha. Victor escolhe reviver a semana mais memorável de sua vida: aquela em que, 40 anos antes, conheceu o seu grande amor.

O BOM PATRÃO de Fernando León de Aranoa /Comédia – 120 min

Enquanto aguarda ansiosamente pela visita da comissão que irá atribuir um prémio de excelência empresarial, o proprietário de uma fábrica de balanças industriais tenta resolver, em tempo recorde, os problemas dos seus trabalhadores que são, igualmente, os seus próprios problemas. Candidato espanhol aos Óscares na categoria de Melhor Filme Internacional. Nomeado para um número recorde de 20 Prémios Goya da academia espanhola.

A programação completa está no site do evento.

  • Festival MIL está de volta a Lisboa
    Music International Lisbon Network Nos dia 28, 29 e 30 de setembro corre o Mil Lisbon 2022. O festival com tradição na descoberta, promoção, valorização e internacionalização da música popular, vai este ano dividir-se entre o Hub Criativo do Beato e várias salas do Cais do Sodré. Nos formatos de showcase e convenção, o MIL antecipa futuras tendências e provoca o debate sobre as questões que determinam o futuro dos setores da música e da cultura. A programação musical inclui mais de 50 artistas e bandas. Destaques Internacionais A organização destaca algumas das apresentações interncionais. “Avalanche Kaito” (Bélgica) é um encontro de um jovem griot de Burkina Faso com dois músicos europeus para criar noise post-punk. “Bedouin Burger” (França) é uma dupla de ligação hipnotizante entre o Líbano e a Síria numa fusão com sons do ocidente. “Mainline Main Orchestra” (Espanha) é um colectivo catalão que monta um espetáculo sarcástico e performático sempre em transformação, e também move multidões com a força da influência do som das Ilhas Baleares. “Rosie Alena” (Reino Unido) é uma cantora-compositora de Londres que nos traz a sua música enternecedora depois de ter acompanhado Alex Cameron em digressão. Destaques Portugueses Há muitos mais artistas para …
  • Vem aí uma exposição gratuita de Bordalo II
    Renomado artista português em sua 2ª mostra No dia 8 de outubro abre a segunda exposição individual de Artur Bordalo em Lisboa. A mostra chama-se “Evilution” e vai correr na Edu Hub, na zona dos Olivais. A entrada é gratuita e as obras do artista urbano português poderão ser visitadas até 11 de dezembro. A julgar pelo título “Evilution” e pela obra do artista ao longo dos anos, supõe-se que se irá focar na evolução da humanidade e na emergência climática que o planeta enfrenta. Em 2017, a exposição “Attero” foi um autêntico fenómeno de popularidade. E pelas ruas de Lisboa, pode-se admirar várias obras desse “artivista”. Quem é Bordalo II ? Artur Bordalo conhecido artisticamente por Bordalo II é neto do pintor Real Bordalo. A sua juventude decorreu entre as horas passadas no atelier do seu avô Real Bordalo, que tinha uma paixão incessante por aguarelas e óleos e retratou paisagens e cenas típicas da cidade, e as aventuras em torno do graffiti ilegal no submundo da cidade de Lisboa. Frequentou o curso de Pintura na Faculdade de Belas Artes de Lisboa durante oito anos, sem nunca o ter concluído. Nesses anos permitiram-lhe descobrir a escultura, a cerâmica, e …
  • Estrela Food Fest no Largo de Santos
    Um fim de semana de gastronomia e música Nos dias 1 e 2 de outubro, o Largo de Santos recebe o Estrela Food Fest. O evento vai ser palco de música ao vivo, atividades para toda a família e uma montra de gastronomia local e internacional. O Estrela Food Feast é uma iniciativa solidária do Santos Collective. E temo objetivo de angariar fundos para apoiar os músicos afegãos refugiados em Lisboa. A primeira edição do evento pretende homenagear o multiculturalismo. Gastronomia nacional e internacional Durante os dois dias, os visitantes vão poder experimentar as propostas dos vários espaços presentes no recinto, por 5€ cada. Entre as opções, vai encontrar os mariscos do Rosamar, os clássicos italianos da Sul Osteria do Povo, ou os pratos da cozinha de fusão africana/portuguesa do Batata Doce. O Insaciável também terá um stand com as suas famosas rillettes de porco caseiras para partilhar. Música solidária Francisco Gomes (domingo às 15 horas), Marília Schanuel (sábado às 14h30) e Fazel (sábado às 14 horas) são alguns dos nomes que fazem parte do cartaz musical. Além dos vários concertos, haverá ainda uma banca de rifas. As vendas do Cafeh Tehran e da rifas revertem na totalidade para a …
  • Exposição: Os loucos anos 20, em Lisboa
    A exposição Durante quase quatro anos, a Primeira Guerra Mundial devastou todo o mundo etransformou por completo a forma de viver das pessoas.Coincidência ou não, há cem anos, estávamos num período pós-guerra europeia, e nofim de uma pandemia. A Europa estava ao rubro. Os anos 20, ou os famosos “loucosanos 20” chegaram a Portugal, e fizeram profundas alterações sociais e políticas, frutode alterações das mentalidades das pessoas. Lisboa nos seus anos loucos Pelos arredores e pelas ruas de Lisboa, pessoas desfilavam com as roupas provenientesde Paris, frequentavam as praias, conduziam os seus carros, passeavam, praticavamdesportos por questões estéticas, sentavam-se e conversavam em cafés, dançavam efrequentavam clubes noturnos, e encantavam-se com a modernidade do cinema. Acapital portuguesa viva ao máximo!Posto isto, e face a todos os acontecimentos é importante divertimo-nos, e tambémconhecermos um pouco mais sobre a nossa História, ao longo destes anos todos. Destaforma, o Museu de Lisboa, no seu núcleo e sede – Palácio Pimenta, patenteia a todosuma exposição sobre os loucos anos 20, que invadiram a cidade. Foi uma época detransformações de mentalidades e costumes, um caminho para a modernidade ecosmopolitismo, de consolidação individual e social.Ainda sendo uma cidade bastante conservadora em relação a todas as outras da …
  • Festival Iminente está de volta a Lisboa
    Na Matinha entre 22 e 25 de setembro Em 2022, o Festival Iminente Lisboa volta à Matinha, em Marvila, na zona oriental da cidade. A partir das 16h, o evento celebra a cultura urbana em todas as suas formas. Em frente ao Tejo e a poucos minutos do centro da cidade, num espaço icónico e facilmente acessível por transportes públicos ou particulares. O programa inclui música, artes visuais, performances, exposições e talks. No cartaz, os destaques dos concertos são Yasiin Bey (USA), Smoke DZA (USA), Carla Prata (UK), Yakuza (PT), Young M.A. (USA), Karol Conká (BRA), IAM (FRA), Sam The Kid e os Orelha Negra (PT) enter muitos outros. O cartaz completo está no site oficial. Curador e um dos fundadores do Iminente, Alexandre Farto mais reconhecido por Vhils, apresentam uma forte cena de Artes Visuais. Serão apresentadas várias instalações site-specific, a maioria escolhida ou criada especificamente para o festival por um conjunto de artistas que inclui Vanessa Barragão, Rita Ravasco, Noah Zagalo, Beatriz Brum, Kampus, Superlinox, João Fortuna, Filipa Bossuet, Batida, Vhils, Wasted Rita, ±Mais Menos±, o coletivo Unidigrazz, entre outros. História com mais de 300 artistas O Festival Iminente é onde as melhores expressões da cultura urbana à escala global …

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.