CulturaExperiênciasNEW LINE

Ìcone é homenageada por coletivo artístico

No dia internacional da mulher, o Coletivo 284 abre a segunda fase da exposição que homenageia a artista mexicana Frida Kahlo. O projeto “Imperfeita” está de volta só até 11 de março em Lisboa. A organização decidiu criar uma trilogia temática, que terá momentos em 2022 e 2023. “De guerreiras a rainhas, de ativistas a presidentes, de filósofas a cientistas, de artistas a matriarcas, as mulheres deixaram a sua marca indelével em diferentes aspetos da cultura e ajudaram a moldar o mundo. Mulheres que contribuíram para o avanço do conhecimento em todos os sentidos”, explica a organização.

Para além de uma simples homenagem

O projeto “Imperfeita” está de volta só até 11 de março em Lisboa. A partir desse dia, os visitantes poderão conhecer obras de diversos artistas inspiradas na artista mexicana. “Apropriando-se da figura de Frida Kahlo como elemento central dessa reflexão a exposição ‘Imperfeita’ apresenta-se além de uma simples homenagem. Através dela pretende-se aprofundar a discussão acerca das alegrias e aflições femininas, assim privilegiar-se-á o olhar da mulher sobre o objeto a reforçar o protagonismo do discurso feminino sobre si”, diz a organização.

A programação inclui o lançamento do livro “Somos F*das”, de Catarina Coelho, que fez uma compilação de textos escritos por mulheres que narram as suas conquistas. A atriz Carlota Crespo vai fazer uma interpretação de Frida Kahlo e também haverá música, entre outras iniciativas. A exposição, de entrada gratuita, fica patente até 10 de abril.

Há também experiência imersiva sobre a artista

Para os admiradores mais apaixonados por sua arte, há também uma outra possibilidade no Centro de Congresso Alfândega do Porto, a partir de 10 de março. A experiência imersiva “Frida Kahlo, A Vida de um Ícone” mostra a vida e obra da icónica artista mexicana. A ideia é que os visitantes fiquem a conhecer a vida de Frida Kahlo através de fotografias, imagens de vídeo, instalações artísticas, e, claro, pinturas projetadas.

A visita média, diz a organização, dura cerca de uma hora e 15 minutos. São experiências de caráter interativo e participativo, de realidade virtual, animações holográficas e videomapping em esculturas. Cada uma destas experiências revela um dos aspetos da vida de Frida Kahlo e, em simultâneo, consagra o contributo para um conhecimento mais generalizado sobre a sua existência enquanto artista-ícone.

O projeto resulta de uma parceria entre a Fundação Frida Kahlo Corporation, a galeria Ideal Barcelona e o estúdio criativo Layers of Reality. Os bilhetes para o Porto já estão disponíveis e custam entre os 10€ e os 14€.

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *